CORPO

26/02/2013
Alcoolismo ou abuso de álcool?

O alcoolismo (dependência de álcool) e o abuso de álcool são duas formas diferentes de problemas com bebida alcoólica. O alcoolismo ocorre quando a pessoa mostra sinais de dependência física do álcool (precisa de maior quantidade para obter os mesmos efeitos ou tem sintomas físicos de abstinência, por exemplo) e continua a beber, mesmo com problemas relacionados à saúde física, mental e responsabilidades sociais, familiares ou profissionais. Com o tempo, o álcool pode passar a dominar a vida e os relacionamentos da pessoa.

No caso de abuso do álcool, o hábito de beber causa problemas, mas não dependência física. Ambas as situações, porém, geram graves danos ao funcionamento do indivíduo. O motivo de algumas pessoas beberem de maneira responsável e nunca perderem o controle de suas vidas enquanto outras são incapazes de controlar o hábito de beber ainda não foi determinado. Algumas pessoas conseguem controlar o abuso de álcool antes que ele se transforme em dependência, enquanto outras não conseguem, mas a quantidade de álcool que uma pessoa ingere pode influenciar na probabilidade de se tornar dependente.

A classificação mais recente propõe quatro níveis de comportamentos relacionados ao uso de álcool. No nível I, mais grave, se encontram aqueles indivíduos que, à medida que vão ficando mais dependentes, passam a ter mais problemas relacionados ao álcool. No nível II, estão aqueles que, apesar de terem problemas com álcool no trabalho, na família, acidentes de trânsito etc, não apresentam dependência física ou sintomas de abstinência. Já no terceiro nível, estão os indivíduos que bebem regularmente, mas não têm problemas nem dependência alcoólica. São os bebedores com consumo de baixo risco. No nível IV, o uso de álcool ocorre sem problemas, uma vez que não existe dependência alcoólica sem problemas relacionados ao consumo da substância.


Esta divisão em níveis indica as diferentes formas e graus de relacionamento dos indivíduos com a bebida. Entretanto, vale lembrar que os padrões de consumo podem ir se modificando e se agravando ao longo do tempo a partir de fatores de vulnerabilidade psicológica ou de um aumento significativo no nível de estresse do sujeito. Além disso, uma pessoa pode ter problemas relacionados ao álcool com qualquer padrão de consumo, como no caso de acidentes de trânsito.

Dessa forma, é de extrema importância que a evolução do comportamento de beber seja monitorada de modo a manter níveis mais seguros e responsáveis de consumo.


Dra. Aline Sardinha: Psicóloga e Coach (CRP:34.146)



COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS
A pirula ajuda a inibir a vontade de beber e na vida sexual
Por: Pedro saihago - Em: 15/03/2016 - 15:34:52
Nome: Mensagem:
E-mail:
Informe esse número ao lado:
trocar imagem